Search
Close this search box.

Vale do Aço registra saldo positivo na geração de empregos em 2022

Imagem: Divulgação CAGED
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram

Dados fornecidos pelo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED e analisados pela Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço – Agência RMVA comprovam que os municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço (Coronel Fabriciano, Ipatinga, Santana do Paraíso e Timóteo) tiveram saldo positivo de empregos formais em 2022.

O desempenho positivo da região é reflexo das políticas de atração de investimentos, geração de emprego e renda, do crescimento de 3,5% do Produto Interno Bruto – PIB de Minas Gerais, e do trabalho realizado pelas administrações municipais do Vale do Aço.

De acordo com a análise dos dados, a Região Metropolitana do Vale do Aço registrou variação positiva de 6,13% no saldo de empregos formais em relação ao ano de 2021. O estoque de empregos, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, contabilizou 104.397 vínculos em 1º de janeiro de 2023, contra 98.369 vínculos no dia 1º de janeiro de 2022, na RMVA. Observou-se ainda que os dados de fevereiro de 2023 demonstram crescimento para 105.743 no estoque de empregos da região.

O setor que mais empregou em 2022 foi o de serviços, conforme os números atualizados. O setor gerou saldo de 2.821 novos postos de empregos formais no somatório do ano. O segundo maior foi o setor industrial, com 2.558 empregos formais. No mês de fevereiro de 2023, todos os grupos de atividades econômicas registraram saldo positivo: Serviços (+878 postos); Indústria (+444 postos); Construção (+425 postos); Agropecuária (+2 postos); e Comércio (+60 postos).

Para a assessora técnica especializada em Desenvolvimento Econômico da Agência RMVA, Fabiana Souza, as informações do CAGED relativas ao ano de 2022 são animadoras. “Os números mostram a continuidade do bom desempenho do emprego formal na região. Este é um resultado favorável para os municípios, tendo em vista o aumento no estoque de emprego formal.

O conjunto dos quatro municípios foi responsável pelo 6º maior estoque de emprego em Minas Gerais e o 3º maior no interior do estado. Este bom resultado fica evidente nos setores da indústria e de serviços que se mantiveram com o saldo positivo em nove meses de 2022”, pontua Fabiana. Monitoramento do CAGED O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) é realizado pelo Ministério do Trabalho no Programa de Disseminação das Estatísticas do Trabalho.

O CAGED registra de forma permanente as admissões e desligamentos de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), ou seja, mercado formal. A assessora técnica ressalta que a Agência RMVA faz a divulgação mensal dos dados do CAGED e explica quais são as principais informações tratadas nesta análise. “A Agência RMVA entendendo a importância deste monitoramento, faz o levantamento mensal dos dados para os quatro municípios da RMVA, apresentando além das admissões e desligamentos, os valores de estoque de empregos, o saldo (admissões – desligamentos) total da RMVA e o saldo por grupo de atividade econômica”, informa Fabiana.

 

 

Para mais notícias clique aqui. Nos siga nas redes sociais! @maisvipoficial

COMPARTILHE: