Search
Close this search box.

Terapia genética restaura surdez hereditária de cinco crianças

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram

A terapia genética é um novo tratamento para surdez hereditária 

Nesta quarta-feira (05), a revista científica Nature Medicine publicou os resultados de um novo tratamento para a surdez hereditária. Nesse sentido, cinco crianças que nasceram surdas conseguiram ter sua audição de volta após uma nova terapia genética.

Assim, este foi o primeiro ensaio clínico do mundo que administrou uma terapia genética de forma bilateral. Ou seja, em ambos os ouvidos. Dessa forma, os novos resultados apresentam benefícios extras em relação ao primeiro estudo.

Pesquisadores do Mass Eye and Ear e do Eye & ENT lideraram a pesquisa, em uma colaboração entre Estados Unidos e China.

Em um comunicado à imprensa, o co-autor sênior do estudo, Zheng-Yi Chen, afirmou que os resultados são surpreendentes. “Continuamos a ver a capacidade auditiva das crianças tratadas progredir dramaticamente e o novo estudo mostra benefícios adicionais da terapia genética quando administrada em ambos os ouvidos, incluindo a capacidade de localização da fonte sonora e melhorias no reconhecimento de fala em ambientes ruidosos”, completou.

O objetivo dos pesquisadores é conseguir tratar crianças com surdez hereditária para que, assim, sejam capazes de ouvir sons em três dimensões. Essa capacidade é importante para que possam realizar tarefas diárias comuns e se comunicarem.

Foto destaque: Reprodução/Hospital oftalmológico e otorrinolaringológico da Universidade Fudan

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

COMPARTILHE:

publicidade