Search
Close this search box.

SAÚDE DO HOMEM

Psicóloga Larissa Souza - Foto: Fernanda Nunes
WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram

Durante o mês de novembro, fala-se muito sobre os cuidados com a saúde do homem, principalmente devido à Campanha “Novembro Azul”, que visa a conscientização, prevenção e combate ao câncer de próstata. Além deste tema que é de extrema importância, não podemos deixar de trazer a respeito de outro que, por vezes, não é abordado entre os homens: a saúde mental.

A maneira como o homem brasileiro lida com a saúde em geral é uma questão cultural. Grande parte dos homens apresenta resistência em cuidar da saúde de forma preventiva. Se essa resistência já existe em termos de saúde física, com a saúde mental não seria diferente, pois sobre essa já são depositados, frequentemente, inúmeros preconceitos. Vivemos em uma sociedade que, muitas vezes, exige que o homem seja forte, que não demonstre suas fraquezas ou inseguranças, que dê conta de tudo o tempo todo e que não expresse suas emoções.

De acordo com o relatório “Perfil da morbimortalidade masculina no Brasil”, publicado pelo Ministério da Saúde em 2018, homens de 20 a 59 anos têm maior presença de determinados tipos de doença e morte (principalmente por causas externas, relacionadas ao próprio comportamento) se comparados às mulheres da mesma faixa etária. Infelizmente, assim como diante de sintomas físicos, muitos homens deixam de buscar ajuda quando passam por situações de sofrimento emocional. Às vezes, quando chegam a buscar ajuda, os sintomas do adoecimento já estão muito evidentes, causando prejuízos significativos em todos os aspectos da vida.

É preciso refletir sobre essa questão e quebrar as barreiras que giram em torno dos cuidados consigo mesmo. Buscar ajuda ao primeiro sinal de que algo não vai bem é fundamental. Cuidar de si mesmo, tanto física quanto emocionalmente, não é sinônimo de fragilidade.

 

 

Por:

Larissa Souza e Silva

Psicóloga – CRP 04/53514

Pós-Graduada em Saúde Mental, Psicopatologia e Atenção Psicossocial

@larissasouzapsi

psicologa.larissasouza@gmail.com

COMPARTILHE:

publicidade