Os servidores públicos de Timóteo iniciaram nesta segunda-feira (20) uma greve geral por tempo indeterminado. Segundo o presidente do Sindicatos dos Servidores de Timóteo – SINSEP, Israel dos Passos Arcanjo, a categoria apresentou à administração municipal uma proposta de reajuste de 12,5%, correspondente à perda salarial entre 2016 e 2018. A contraproposta apresentada pela PMI foi de 3%. Com o impasse, os servidores em assembleia optaram pela greve.

Por meio de nota, a Prefeitura de Timóteo se posicionou em relação à greve. Segundo o documento, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) permite que a prefeitura gaste no máximo 54% com a folha de pagamento. Estudo feito pela Controladoria Geral do município aponta que o percentual de reajuste de 3%, retroativo ao mês de abril, oferecido à categoria, elevará o índice para  53,68%.

Reuniões

Na última reunião com o sindicato, a Administração reiterou a proposta e se comprometeu a num prazo de 90 dias se reunir novamente para novas discussões, com base no diagnóstico da realidade econômico-financeira e orçamentária do Município

“A atual Administração de Timóteo reafirma o seu respeito à categoria dos servidores e entende que ela tem papel fundamental como aliada na recuperação do município. O compromisso é de trabalhar lado a lado com os servidores para sanar os problemas que não são recentes; ao contrário, vêm de longa data”, afirma.

A administração informa ainda que o prefeito Douglas Willkys assumiu há pouco mais de um mês o município com uma série de dívidas acumuladas e obras paradas, além de uma série de incertezas. Só de precatórios, a dívida do Município soma mais de R$ 10,5 milhões; com a Copasa o débito é superior a R$ 18 milhões.

O atual governo informa que tem feito contatos com instituições idôneas no sentido de buscar uma proposta de regularização das demandas dos servidores que são:

1 – Unificação dos Estatutos;
2 – Progressões e Promoções;
3 – Instituição da Previdência Municipal;

“A atual gestão da Prefeitura Municipal de Timóteo reitera o seu dever e obrigação de pagar os salários e as férias dos servidores públicos em dia. O compromisso assumido desde o primeiro dia de mandato é o de continuar trabalhando incansavelmente para resgatar a imagem e a credibilidade do município”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.