A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em parceria com a Celulose Nipo-brasileira (CENIBRA) promoveram um ciclo de ações sociais em diversas cidades do 12º Departamento de Polícia Civil de Minas Gerais. Centenas de quilômetros percorridos para levar informação e direitos às comunidades atendidas pelo projeto.

Entre os dias 23/05 e 03/07 foram feitas intervenções abertas a toda comunidade em escolas públicas das comunidades de Belo Oriente, Cachoeira Escuta, Naque, Naquinho (Açucena), Bom Jesus do Bagre (Belo Oriente), Florália (Santa Bárbara) e Santana do Alfié (São Domingos do Prata). As ações contaram com a palestra lúdica do projeto “Investigador Mirim”, ministrada pela Investigadora Elisangela Damasceno.

O público-alvo são crianças, fazendo-as aprender sobre o papel da Polícia Civil no cenário da segurança pública e engajando-as a tornarem-se colaboradoras da PCMG nos microcenários dos quais fazem parte: escola, bairro, família. “Não falar palavrão, estudar a lição, utilizar as palavras mágicas (por favor e obrigado)” estão dentre as variadas lições que os “Investigadores Mirins” recebem antes de receberem seu simbólico distintivo da função. Ao todo as palestras alcançaram cerca de 2000 pessoas.

Ações como esta, de aproximação da Polícia Civil com a comunidade, favorece e resgata a imagem da instituição e colabora para a consolidação e democratização do acesso à da justiça principalmente às comunidades carentes de informação.

As ações envolveram ainda agendamentos para confecção de primeira e segunda vias de RG, cuja parceria com as Óticas tornou possível a obtenção da foto 3×4 de forma inteiramente gratuita à comunidade. Ao todo, foram confeccionadas mais de 1000 carteiras de identidade.

O direito à Carteira de Identidade faz parte dos pilares da garantia da individualização e dignidade da pessoa humana. O agendamento e confecção desta em local acessível às comunidades carentes mostra o empenho da Polícia Civil para a efetivação da cidadania.

O Projeto “Investigador Mirim” é executado no âmbito do 12º Departamento há cerca de um ano, através da Comissão de Policiamento Comunitário da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga. Tal projeto tem sido um sucesso por onde passa, sendo claro o poder transformador positivo desta intervenção na vida das crianças que participam deste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.