A Prefeitura de Ipatinga informa que suspendeu temporariamente a cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que vence no próximo dia 8 de maio.

Segundo a administração municipal, surgiram vários questionamentos quanto aos valores cobrados nas guias, relativos à Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares (TRSD).

Segundo nota enviada à imprensa, o prefeito Jésus Nascimento determinou nesta segunda-feira (9), a suspensão temporária das cobranças. “Uma avaliação será feita por uma equipe técnica, de modo a se verificar a procedência das reclamações”, afirmam.

Em discussão

Vereadores da Câmara de Ipatinga se reuniram nesta segunda-feira (9) para solicitarem ao Executivo que revisasse as cobranças das taxas de lixo e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) recém-enviadas para as residências de Ipatinga.

Todos os vereadores foram procurados por moradores que alegam aumentos abusivos nas cobranças e, por isso mesmo, intermediaram com o governo municipal para que realizasse a anulação das cobranças, haja vista que as reclamações são procedentes.

Remissão

Os vereadores decidiram também que o Legislativo cobrará do Executivo ainda, que envie em caráter de urgência, um projeto de lei para a Câmara dando remissão de juros e multas aos munícipes que se encontram inscritos na dívida ativa do município.

“Na crise em que vivemos, temos que fazer de tudo para facilitar a vida das pessoas de bem que querem andar em dia com suas contas, mas não estão conseguindo. É nosso dever ser intermediador dos desejos da população, que quer andar em dia com suas contas e que nem sempre consegue”, ponderou Nardyello Rocha, em nome dos vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.