Divulgação

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança da Saúde, iniciou as consultas preparatórias para a realização cirurgias de pterígio no município. Pela primeira vez este tipo de cirurgia é realizado na região do Vale do Aço, visando atender uma demanda de 250 pacientes, que esperam há quase 20 anos na fila. Inicialmente, 50 pessoas serão contempladas com a cirurgia.

Foi realizado o credenciamento de uma empresa em Coronel Fabriciano, onde os pacientes fazem a consulta pré-operatória.  As cirurgias serão realizadas no próximo mês, no Hospital Dr. José Maria Morais, que desde sua reabertura em 2017 vem se destacando pelo seu perfil cirúrgico e tem sido um dos hospitais que mais opera no Leste de Minas Gerais.

AD_pracinha300x250-01
AD_Plano_Diretor_300x250-01

Segundo o Secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, Fabriciano vive novos tempos, e na saúde não é diferente. “Mais uma vez a gestão tem inovado na saúde do município com a realização da cirurgia de pterígio, que é um sonho de toda população. Há décadas pacientes não tinham um retorno”. 

A cirurgia de remoção é simples, dura em média 30 minutos. No início do ano de 2020, haverá um mutirão de pterígio, juntamente com o mutirão de catarata. O objetivo é zerar de vez a fila de espera pelo procedimento. 

Lembrando que a porta de entrada para a realização da cirurgia é a Unidade Básica de Saúde. Após a consulta, o paciente é encaminhado para o oftalmologista do Ceps, onde é feito o diagnóstico, e assim encaminhado para a cirurgia. 

Divulgação
Divulgação

Pós-Operatório

Nas primeiras 24 horas após o procedimento, o olho deve ser mantido com o curativo oclusivo, e é necessário repouso constante. Evite ambientes poluídos, e tenha cuidado ao tomar banho. 

Não é recomendado praticar esportes nos primeiros 10 dias. Caminhadas são permitidas somente após a primeira semana de operação. Ao usar o colírio, lave as mãos, agite o frasco, e pingue apenas uma única gota.

Sobre o Pterígio

O pterígio, popularmente conhecido como “carne crescida”, trata-se de um crescimento anormal da conjuntiva, que é a membrana protetora do globo ocular. Normalmente cresce de forma lenta e apresenta dois graus: nos mais baixos, não causa problemas à visão, porém, nos mais altos, pode comprometer e muito na capacidade de enxergar. 

O pterígio geralmente acomete mais adultos jovens e idosos, mas pode ocorrer de aparecer em pessoas de outra faixa etária. Para o tratamento, o ideal é sempre consultar um oftalmologista.

Prevenção

Por ter ligação com os raios ultravioletas, é indicado manter o hábito do uso de óculos escuros, incluindo em dias nublados e dentro de carros, pois, os danos da luz violeta penetram nuvens e janelas. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.