O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius, decretou, nesta terça-feira, 30, situação de emergência (SE) no município devido às fortes chuvas que atingiram a cidade durante o mês de outubro, em especial a do último fim de semana. O objetivo é restabelecer a situação de normalidade o quanto antes para os munícipes.

No sábado, 27, choveu 70 milímetros em apenas 30 minutos, com ventos que chegaram a 70 km/h. A Defesa Civil Municipal atendeu vários chamados, tais como destelhamento, desabamento de casas e quedas de árvores. Houve interrupção no abastecimento de energia elétrica e água em diversos pontos da cidade. Os danos causados configuram desastre nível II, quando o risco é médio e a cidade tem possibilidade de recuperação dos danos, mas necessita da ajuda do Governo Estadual.

Antes da assinatura do decreto, o prefeito esteve com representantes da Defesa Civil, do 5º Pelotão do Corpo de Bombeiros e do 58º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais para discutir um plano de ação e a necessidade do município decretar situação de emergência. A Prefeitura também já acionou as concessionárias responsáveis pelos dos serviços de distribuição de energia elétrica – Cemig – e de água e esgoto – Copasa para tomada de providências, afim de evitar mais prejuízos aos munícipes.

Na reunião, foi definido acionar os órgãos responsáveis, entre eles o CONDEC – Conselho Municipal de Defesa Civil e recorrer ao Estado, para que o munícipio tenha condições de atender as demandar da população o quanto antes. “O processo para decretar situação de emergência envolve levantamento das necessidades de cada família e repassar para a Defesa Civil Estadual”, explica a Gerente da Defesa Civil Municipal, Danielle Marise. “Desde sábado, o município já realiza este levantamento”, completa.

AÇÕES PREVENTIVAS E APOIO

Durante a reunião, a Defesa Civil do Município detalhou os trabalhos preventivos em curso desde o início do ano, com objetivo a evitar e/ou minimizar os danos em decorrência das chuvas. “O trabalho em curso no município envolve desde a limpeza e desobstrução da rede pluvial a fiscalização, orientação e distribuição de lonas. E as ações foram fundamentais para evitar problemas maiores e acidentes com vítimas. Neste momento estamos realizando também a retirada de algumas árvores e juntamente com a Cemig e o Corpo de Bombeiros estamos trabalhando para normalizar a iluminação pública. Mas o município necessita da intervenção do Estado para reestabelecer normalidade” explica Danielle Marise.

O Tenente do 5º Pelotão do Corpo de Bombeiros, Wildemarques Costa, explica a importância dos órgãos apoiarem o município neste momento. “Estamos fornecendo informações relativas às ocorrências que foram atendidas por nossas equipes e através destas informações nós, juntamente com a Polícia Militar e a Defesa Civil, faremos o mapeamento dos danos que a cidade sofreu. Com esta parceria o trabalho será mais ágil e consequentemente a população será atendida mais rápido,” conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.