Um jovem de 25 anos foi preso na cidade de Tampa, nos Estados Unidos, após espancar a namorada durante uma briga na madrugada de domingo (23). O casal é natural de Belo Horizonte. Ao Bhaz e à polícia local, Melissa Gentz, de 22 anos, contou que foi estrangulada, teve os cabelos arrancados e ingeriu soro fisiológico ao ser torturada por Erick Bretz. Fotos mostram hematomas no rosto da estudante e o registro da ocorrência detalha as agressões. A Justiça norte-americana já estipulou que o suspeito pode ser liberado mediante ao pagamento de uma fiança no valor de 60 mil dólares e a retenção de seu passaporte.

As agressões aconteceram em um apartamento no estado da Flórida, onde Melissa mora. Ela se mudou para os EUA há quatro anos com o objetivo de fazer faculdade. A estudante conheceu Erick enquanto estava de férias em Belo Horizonte, em junho deste ano. “Começamos a sair juntos no Brasil e decidimos namorar. Tive que voltar em agosto com o início das minhas aulas. Ele optou por vir passar uma temporada aqui e viajamos juntos, mas quis continuar morando sozinha”, conta.

View this post on Instagram

Estou repostando essa foto porque meu ex namorado deletou ela sem eu ver. Ele disse que mulher com namorado não podia ter foto “mostrando os seios” no instagram. Eu peço que TODAS as mulheres possam ter força e coragem para terminar relacionamentos abusivos como o meu último. Começou com reclamações das minhas fotos no Instagram, depois dos comentários nas fotos, mensagens que eu recebia no WhatsApp… até que ele me pegou pelo cabelo e disse que eu precisava aceitar minha realidade porque eu era a mulher da relação. Um homem que te trata assim não te respeita e não te vê nem como ser humano. Ele não vai mudar. Se coloque em primeiro lugar sempre antes que seja tarde demais

A post shared by 𝙼𝚎𝚕𝚒𝚜𝚜𝚊 𝙻 𝙶𝚎𝚗𝚝𝚣 (@melissalgentz) on

Segundo a estudante, Erick demonstrou os primeiros sinais de agressividade um dia antes da viagem para os EUA ao empurrá-la durante uma discussão. Melissa conta que o casal começou a brigar muito por causa de ciúmes. “Ele pegava meu telefone e escondia, tentou até excluir meu Instagram, sempre me manipulava. Também me culpava muito e dizia que eu era louca, que precisava dele. Fiquei muito abalada emocionalmente durante esse período”, conta.

A briga que culminou na prisão de Erick começou com uma discussão a respeito do celular da jovem. Ela se negou a entregar o aparelho ao namorado e, assim, as agressões teriam iniciado. Melissa conta que tentou se trancar no banheiro, mas Erick teria arrombado a porta. Em seguida, ela jogou o smartphone e correu para a portaria do prédio onde mora.

Melissa publicou uma foto após a agressão

Melissa foi socorrida por uma ambulância e levada a um hospital. Após passar por exames e receber alta, ela seguiu acompanhada por policiais até o apartamento. Erick continuava no imóvel dormindo e foi detido. O rapaz confirmou às autoridades locais que faz uso de remédios controlados.

Reprodução/Site Hillsborough County Sheriff’s Office

Erick está preso e responde por duas acusações: “domestic battery by strangulation” (violência doméstica por estrangulamento) e “tampering with a witness” (intimidar vítima ou testemunha). Em uma audiência preliminar, ficou estipulado que ele pode responder aos crimes em liberdade diante do pagamento de 60 mil dólares de fiança (equivalente a cerca de R$ 245 mil). “A família dele tem boas condições financeiras e acredito que devem pagar a fiança. Não ficarei tranquila, mas acredito que ele vai responder judicialmente pelos crimes”, conclui Melissa.

A reportagem do Bhaz entrou em contato com a família do rapaz em Belo Horizonte e foi informada de que ele ainda não tem um advogado para representá-lo, oficialmente, no inquérito em questão. A matéria será atualizada caso a defesa queira se manifestar.

O Ministério das Relações Exteriores informou que a rede consular está averiguando o caso.

Por BHAZ

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.