Search
Close this search box.

Seleção brasileira escapa do grupo da morte no vôlei olímpico

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram

A seleção brasileira é cabeça chave do Grupo B

Nesta quarta-feira (19), a seleção brasileira de vôlei feminino conheceu suas adversárias nas Olimpíadas de Paris 2024. Nesse sentido, completam a chave as seleções da Polônia, Japão e Quênia, nesta ordem. Assim, o Brasil escapou do grupo da morte e terá caminho “mais tranquilo”.

Durante a fase classificatória da Liga das Nações, a seleção brasileira venceu o Japão e a Polônia. Anteriormente, já haviam conseguido sua classificação olímpica durante um duelo contra as japonesas, em 2023.

Pensando na seleção do Quênia, time do técnico brasileiro Luizomar de Moura, é a equipe com a pior classificação entre as classificadas para Paris. Ocupando, assim o 20º lugar.

“Acho que estamos muito focadas. A gente tem dois times muito fortes. O Japão sempre tira nosso sangue, tem sido jogos muito difíceis. A Polônia vem ganhando de todo mundo, fazendo grandes partidas com jogadoras muito eficientes e muito constantes. O Quênia é um pouco mais abaixo do nível dessas duas equipes. As meninas estão muito focadas. Até arrepio, porque a gente tá muito determinada. Sabemos o que queremos”, analisou Thaísa.

Conheça os grupos

  • Grupo A – França, Estados Unidos, China e Sérvia
  • Grupo B – Brasil, Polônia, Japão e Quênia
  • Grupo C – Itália, Turquia, Holanda e República Dominicana

O chamado “grupo da morte”, do qual a seleção brasileira escapou, é o Grupo A. Nesse sentido, a França é a seleção mais forte da chave, encarando os Estados Unidos (atual campeão olímpico) e a Sérvia (atual campeã mundial). Completando a chave, está a China, atual vice-campeã da Liga das Nações.

Do grupo C, a Itália terá um caminho complicado, enfrentando a atual campeã da Liga das Nações, a Turquia, a Holanda e a República Dominicana.

Foto destaque: Reprodução/Volleyball World

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

COMPARTILHE: