Search
Close this search box.

Executivo italiano banido pela FIA retorna à F1

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram

O executivo será conselheiro da Alpine

Nesta sexta-feira (21), o executivo italiano Flávo Briatore, de 74 anos, fará seu retorno à F1 como conselheiro executivo da Alpine.

De acordo com a equipe francesa, o executivo se concentrará nas atividades de alto nível da equipe, especialmente na procura de talentos. O anúncio aconteceu através de um comunicado da Alpine nas redes sociais.

“Briatore vai se concentrar principalmente nas atividades de alto nível da equipe, especialmente na procura de talentos de ponta e na análise do mercado de pilotos, no questionamento do projeto existente após a avaliação da estrutura atual e no aconselhamento sobre determinadas questões estratégicas no âmbito dos esportes”, disse a Alpine em comunicado.

Anteriormente, o Briatore foi chefe de equipe em 1990 e 200. Foi com o comando dele que Michael Schumacher conquistou seus dois primeiros títulos (1994 e 1995). Além disso, à época dos títulos de Fernando Alonso (2005 e 2006), o executivo era chefe da Renault.

Dessa forma, após 15 anos afastado do esporte, Briatore fará seu retorno. Sua saída da F1 se deu por conta de seu envolvimento no “Singapore Gate” em 2008. Naquela época, o italiano recebeu acusações de ter orquestrado um plano para que Nelson Piquet Jr. causasse um acidente de propósito. Assim, Fernando Alonso, companheiro de Piquet Jr. na época, receberia um benefício de grid.

Por isso, a Renault demitiu o italiano e a Federação Internacional de Automóvel (FIA) o baniu do esporte. Porém, a punição foi revertida em 2010.

Foto destaque: Reprodução/Clive Rose

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

COMPARTILHE: