Uma programação bem diversificada promete movimentar em agosto a confortável sala de cinema do Contém Cultura, por onde, em  um pouco mais de dois meses, desde a sua inauguração, já passaram mais de 20 filmes.

“Chico Xavier”, drama dirigido por Daniel Filho, é o primeiro da lista do Contém Cultura que será exibido na próxima quarta-feira, dia 1º, às 18h30. O filme fala sobre o médium brasileiro que teve uma legião de seguidores com seus mais de 400 livros psicografados, obras que pregavam a paz e estimulavam a caridade.

No dia 3, às 18h30, será exibido outro drama, “Pais do desejo”, de Paulo Caldas. O filme traz como protagonista Roberta, uma famosa pianista que luta contra uma grave doença nos rins. Ao ser internada, conhece o Padre José, um religioso muito ligado aos carentes da região, que passa a viver um dilema ético após esse encontro.

A comédia “Minha mãe é uma peça 2”, de César Rodrigues, toma conta da telona do Contém Cultura no dia 4, às 17h. O filme conta a história de Dona Hermínia, que passa a apresentar um bem-sucedido programa de TV e fica rica. Porém, ela vai ter que lidar com o lar vazio, pois Juliano e Marcelina resolveram sair de casa.

No dia 8, às 18h30, será a vez de entrar em cena “Democracia em preto e branco, futebol, política e rock´n´roll”, de Pedro Asbeg. Por meio de entrevistas e material de arquivo, o documentário se propõe a resgatar um momento particular na história recente do país, em que futebol, política e música pop se uniram numa mistura única, num movimento para a derrubada da ditadura militar, na década de 1980.

“Vai que dá certo”, de Maurício Farias, vai encher a sala de graça. A comédia será exibida no dia 10, às 18h30, trazendo cinco amigos de adolescência que se reencontram e compartilham a frustração de estarem sem dinheiro. Juntos, eles tentam se safar da sua condição.

No dia 11, sábado, às 17h, será a vez da exibição de “A Busca”, um drama assinado por Luciano Moura e que fala de Theo Gadelha (Wagner Moura) e Branca (Mariana Lima), pais de Pedro (Brás Antunes), filho único, que sai a cavalo em direção ao Espírito Santo, para ver seu avô que nunca conheceu. O combinado seria de que ele voltasse para a casa em um domingo, que seria dia de seu aniversário. Sem nenhum contato com o filho, eles saem à procura de Pedro.

No dia 15, quarta-feira, às 18h30, será exibido o filme de ação, “2 Coelho”, de Afonso Poyart. A obra retrata a história de Edgar, que se encontra em uma situação bem conhecida para a maioria dos brasileiros: preso entre a criminalidade e o poder público corrupto.

Cansado das reclamações da esposa, Chico decide terminar o seu casamento com Nena. Porém, ele não tem coragem, pois ela é muito critica e brava. Essa é parte do enredo da comédia “Um namorado para minha mulher”, de Júlia Resende, que será a atração do dia 17, sexta-feira. O filme será exibido às 18h30.

Às 17h do dia 18, sábado, entra em cartaz “O roubo da taça”, comédia de Caito Ortiz, baseada na história do Roubo da taça Jules Rimet em 1983.

“Depois de tudo”, drama de Johnny Araújo, será exibido no dia 22, quarta-feira, às 18h30. O filme tem como foco dois grandes amigos separados por um acidente que acaba dando rumos diferentes às suas vidas.

“Bingo – o rei das manhãs”, drama de Daniel Resende, ganha projeção no dia 24, às 18h30. A obra é a cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo da televisão brasileira durante a década de 1980.

No dia 25, sábado, às 17h, a comédia “Meu passado me condena 2”, de Júlia Resende será a atração que vai garantir ao público uma verdadeira sessão comédia. O filme é protagonizado por um casal estressado tentando salvar seu casamento.

Vicente Ferraz assina a direção de “A estrada 47”, um drama que será exibido no dia 29, às 18h30. O filme retrata mais de 25 mil soldados da Força Expedicionária Brasileira que lutaram na Segunda Guerra Mundial.

Encerrando a programação de agosto, será exibida a comédia “Os normais 2”, de José Alvarenga Júnior, outro filme sobre casamento em crise. O Contém Cultura é patrocinado pela Cenibra, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO

Todas as sessões têm entrada franca. Os ingressos podem ser retirados na Secretaria Municipal de Educação de Ipaba, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.