Irrefutavelmente a MOSTRASVA |ARQUITETURA E DECOR | EXPOMAISVIP é um dos eventos mais contundentes nas áreas de arquitetura e interior design do Leste Mineiro, com envergadura, performance e robustez tanto dos proponentes do acontecimento como dos profissionais que aceitam inúmeros e diversificados desafios para sua realização.

Quando a MOSTRASVA |ARQUITETURA E DECOR | EXPOMAISVIP criou o tema “Viva as SENSAÇÕES” suscitou-nos enorme curiosidade sobre as estratégias dos arquitetos, decoradores, designers e artistas visuais em conceber projetos SENSORIAIS aos visitantes dos ambientes.

O tema não poderia ser mais que desafiador, haja vista que há décadas quando as artes visuais lançaram as tendências de vanguardas, refutando o academicismo e a arte do passado, ainda que estas também tinham como premissas causar sensações contemplativas e de interpretação.

Desde então a arquitetura, assim como nas artes visuais, por falta de criatividade ou um nome mais convincente em relação às SENSAÇÕES denominou-se arte e arquitetura contemporânea. Dentre inúmeras propostas a mais combatida ou invertida foi o conceito do belo pelo estranhamento, ou seja, eram as SENSAÇÕES SENSORIAS e a interatividade, tanto nas artes visuais como na arquitetura contemporânea.

O fim do belo não aconteceu, tendo em vista que os humanos de todos os tempos perseguiram o belo e continuam exaltando-o. No estranhamento também pode haver o belo e isso pode ser constatado nas inúmeras galerias de artes, em museus, mostras e afins.

Irrefutavelmente, ambientações criadas em quaisquer mostras de decoração, assim como a MOSTRA DECOR MAISVIP causam impactos imediatos diante das inúmeras propostas de decoração, sejam pelas linguagens cleans e/ou excessivas, com forte apelo ao belo, ao conforto, as inovações tecnológicas, ao aconchego e, principalmente às novidades do mercado imobiliário e elementos selecionados em lojas de decoração.

Assim sendo não há como desagradar o público, a despeito de incorrem nos irrelevantes excessos, equívocos de projeto, estruturas desnecessárias, obviedade e senso comum, ou seja, aquilo que já se viu em exemplares de arquitetura e decoração, isento de fios condutores entre arte e arquitetura.

Esse impacto é natural e previsível, seguido de um arrefecimento nas SENSAÇÕES contemplativas, depois que os frequentadores e apreciadores acolhem visualmente as proporções, os volumes, as cores, os objetos, a iluminação. Os efeitos SENSORIAIS devem se dar de forma ininterrupta e constante através das mutações que ocorrem no ambiente nas mais variadas formas.

A participação em uma mostra deveria sempre ser peculiar para os profissionais da área, pois não estão à serviço de clientes e se perceberem como patronos nas estratégias projetuais. Para tanto pressupõe-se a arquitetura e o interior design afinados com total liberdade com as possibilidades das artes visuais para potencializar as SENSAÇÕES, criando ambientes conceituais de interatividade/SENSORIAIS.

Trata-se de uma discussão acadêmica que vem sendo proposta aos arquitetos contemporâneos desde os idos de 1960, que pouco ou nunca são lembradas pelos arquitetos para sair da “prancheta” ou dos atuais recursos de softwares disponíveis no mercado para atender/agradar a clientela.

O ambiente acadêmico propõe não a tensão entre arquitetura e artes visuais, mas ao contrário, exorta para a convergência entre ambas, ou seja, tirar partido de uma e outra para idealizar o novo, o inusitado, o imprevisível, enfim, o contemporâneo.

Propostas SENSORIAIS nos levam ao âmbito da experimentação com conceitos de emoções múltiplas e interpretações variadas, suscitando nos apreciadores questões que os levem a repensar a ideia de morar e/ou trabalhar e conviver, mas não respostas prontas como revistas especializadas já o fazem com perfeição, com as novidades e inovações do mercado mobiliário.

Estranhamente, alguns arquitetos criam e apresentam conceitos abstratos, mas os consolidam no óbvio ululante da exacerbada ostentação e da beleza, tendo como norte, também, exaltar fornecedores e apoiadores. Enquanto assim procederem não alcançaram o status da Arquitetura Contemporânea e permanecerão desenvolvendo projetos para atender solicitações de clientes, o que já fazem permanentemente.

Mas encontram-se ambientes com diferenciais ESSENCIAIS de reaproveitamento de estruturas, criando propostas fora do senso comum e “provinciano” de morar e trabalhar. Nossas perspectivas essenciais estiveram focadas nos espaços CANTO DA SIGMA ARQUITETURA E DA CENA, ESPAÇO DE TRABALHO COMPARTILHADO, PROJETOS MUTANTES, ASSINADOS PELOS ARQUITETOS FERNANDO FILHO, SANSO GARCIA E ANDRESSA DUARTE, respectivamente, mas também o espaço LIVING DE DEGUSTAÇÃO DE AUTORIA DO ARQUITETO JOEL LIMA por jogar luz às possibilidades de trabalhabilidade do aço inox em cores vibrantes, causando sensações diversas no ambiente.

AMBIENTE: ESPAÇO CANTO

A DESPEITO DA PROPOSTA DE “OPEN FLOOR” DO ARQUITETO FERNANDO FILHO ESTAR MUITO BEM CONCEITUADA A INOVAÇÃO ESTÁ NA UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS INDUSTRIAIS/BRUTALISTA, SANITÁRIO SEPARADO DO BANHO, APROVEITANDO ESTRUTURAS EXISTENTES E PALETA DE CORES NATURAIS E SÓBRIAS, SEM REVESTIMENTO, PROPICIANDO MOMENTOS DE ENTRETENIMENTO ENTRE O MEZANINO E UMA  REDE SOBRE A SALA.

AMBIENTE: ESPAÇO DE TRABALHO COMPARTILHADO

A CENA, DOS ARQUITETOS SANSO GARCIA E ANDRESSA DUARTE UTILIZOU PRATICAMENTE UMA ÚNICA MATERIALIDADE (MADEIRA) COMO REVESTIMENTO, MESAS DE TRABALHO REMOVÍVEIS, MEZANINO E TORNOU O ESPAÇO EXCESSIVAMENTE CLEAN, DEMANDANDO ELEMENTOS DO CONCEITO DE ESPAÇOS CRIATIVOS, DEFENDIDA POR DOMINICO DE MASSI, TENDO EM VISTA QUE SE TRATA DE UM ESPAÇO DE TRABALHO CONJUNTO E AMBIENTAÇÃO PARA PALESTRAS E DEBATES.

AMBIENTE: LIVING DE DEGUSTAÇÃO

O ARQUITETO JOEL LIMA TRABALHOU COM A IDEIA DE BELO NA MEDIDA EXATA, COM ESTRUTURAS DE CONCRETO, AÇO E AÇO INOX DOURADO E PRETO EM DUAS AMBIENTAÇÕES SEM CAUSAR INDEMPENDÊNCIA ENTRE AMBOS, PROPICIANDO LEVEZA, CONFORTO E SOFISTICAÇÃO SEM OSTENTAÇÕES DESNECESSÁRIAS.

CONTUDO, TODOS OS OUTROS PARTICIPANTES TAMBÉM MERECEM NOSSOS APLAUSOS PELA PARTICIPAÇÃO E POR TODOS OS DESAFIOS QUE UMA MOSTRA TRAZ PARA A REALIZAÇÃO DE AMBIENTES EM LOCAIS EMPRESARIAIS NO SENTIDO DE DAR O SEU MELHOR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite o seu comentário!
Digite o seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.